Evangelho do Dia – Sábado 13.01.2024

Leitura (1Samuel 9,1-4.17-19;10,1a) Leitura do Primeiro Livro de Samuel. 9,1 Havia um homem de Benjamin, chamado Cis, filho de Abiel, filho de Seror, filho de Becorat, filho de Afia, um benjaminita, homem forte e valente. 2 Ele tinha um filho chamado Saul, de boa apresentação. Entre os filhos de Israel não havia outro melhor do que ele: dos ombros para cima sobressaía a todo o povo. 3 Ora, aconteceu que se perderam umas jumentas de Cis, pai de Saul. E Cis disse a seu filho Saul: “Toma contigo um dos criados, põe-te a caminho e vai procurar as jumentas”. Eles atravessaram a montanha de Efraim 4 e a região de Salisa, mas não as encontraram. Passaram também pela região de Salim, sem encontrar nada; e, Continue Lendo →

O Papa: Para Nós, Comunicar é não se Render à Cultura da Agressão e da Difamação

O Papa: para nós, comunicar é não se render à cultura da agressão e da difamação Para nós, comunicar é estar no mundo para cuidar do outro, dos outros, é ser tudo para todas as pessoas; é compartilhar uma leitura cristã dos acontecimentos; é não se render à cultura da agressão e da difamação; é construir uma rede de compartilhamento do bem, do verdadeiro e do belo, feita de relacionamentos sinceros; é envolver os jovens em nossa comunicação: disse o Papa aos participantes do Simpósio “Universidade de Comunicadores da Igreja”, no discurso a eles entregue esta sexta-feira – Raimundo de Lima – Vatican News Comunicar para nós não é sobrepujar com nossa voz a dos outros, não é propaganda; às Continue Lendo →

Santos do Dia da Igreja Católica – 13 de Janeiro

Santo Hilário de Poitiers Hilário era francês, acredita-se que tenha nascido no ano 315, de família rica e pagã, recebendo educação e instrução privilegiada. Durante anos buscou na filosofia as respostas para seus questionamentos em busca da Verdade. Mas só as encontrou no Evangelho e então se converteu ao cristianismo. Hilário foi batizado aos trinta anos de idade, junto com a esposa e a filha, Abrè, a quem amava ternamente. A partir daí passou a levar uma vida familiar guiada pelos preceitos cristãos. Este era um período de paz externa para a Igreja, que precisava se fortalecer no seu próprio seio. Mas que, no entanto, se apresentava cheia de pequenas rupturas internas, provocadas principalmente pela chamada “heresia ariana”, uma doutrina Continue Lendo →