Evangelho do Dia – Sábado 02.12.2023

Leitura (Daniel 7,15-27) Leitura da Profecia de Daniel. 7,15 “Fiquei chocado em meu íntimo: eu, Daniel, fiquei aterrorizado com estas coisas, e as visões da imaginação me deixaram perturbado. 16 Aproximei-me de um dos presentes e pedi-lhe que me desse explicações sobre o significado de tudo aquilo. Respondeu-me, fazendo-me conhecer a interpretação das coisas: 17 ‘Estes quatro possantes animais são quatro reinos que surgirão na terra; 18 mas os que receberão o reino são os santos do Altíssimo; eles ficarão de posse do reino por todos os séculos, eternamente’. 19 Depois, quis ser mais bem informado a respeito do quarto animal, que era bastante diferente dos outros e o mais terrível de todos, com seus dentes de ferro e garras de bronze, sempre devorando Continue Lendo →

O Direito Canônico Deve Ser mais Pastoral e Missionário

Francisco: o Direito Canônico deve ser mais pastoral e missionário Numa mensagem à associação Consociatio Internationalis Studio Iuris Canonici Promovendo, que celebra cinquenta anos de atividade, o Papa exorta a considerar que a “suprema lex”, à qual toda lei eclesiástica deve referir-se, é sempre a salvação das almas: “A única coisa que o mundo precisa é do Evangelho da misericórdia de Jesus. É assim que a Igreja evangeliza também através da aplicação da norma canônica”. – Antonella Palermo – Vatican News “Mesmo quando uma sanção severa deva ser aplicada a alguém que cometeu um delito muito grave, a Igreja, que é mãe, oferecer-lhe a ajuda e o apoio espiritual indispensáveis ​​para que no arrependimento possa encontrar o rosto misericordioso do Continue Lendo →

Santos do Dia da Igreja Católica – 02 de Dezembro

Santa Bibiana ou Viviana Na época em que Roma estava sob o poder o imperador Juliano, “o Apóstata”, aconteceu um dos últimos surtos de perseguição fatal aos cristãos, entre 361 e 363. O tirano, que já tinha renegado seu batismo e abandonado a religião, passou a lutar pela extinção completa do cristianismo. Começou substituindo todos os cristãos que ocupavam empregos civis por pagãos, tentando colocar os primeiros no esquecimento. Mas não parou por aí. Os mais populares e os mais perseverantes eram humilhados, torturados e, por fim, mortos. No ano 363, a família de Bibiana foi executada na sua presença, porque não renunciou à fé cristã. Flaviano, seu pai, morreu com uma marca na testa que o identificava como escravo. Continue Lendo →