Santos do Dia da Igreja Católica – 03 de Julho

São Tomé Embora na nossa memória a presença de são Tomé faça sempre pensar em incredulidade e nos lembre daqueles que "precisam ver para crer", sua importância não se resume a permitir a inclusão na Bíblia da dúvida humana. Ela nos remete, também, a outras fraquezas naturais do ser humano, como a aflição e a necessidade de clareza e pé no chão. Mas, e principalmente, mostra a aceitação dessas fraquezas por Deus e seu Filho no projeto de sua vinda para nossa salvação. São três as grandes passagens do apóstolo Tomé no livro sagrado. A primeira é quando Jesus é chamado para voltar à Judéia e acudir Lázaro. Seu grupo tenta impedir que se arrisque, pois havia ameaças dos inimigos Continue Lendo →

Nenhuma Ovelha Pode Ser Perdida

Audiência: nenhuma ovelha pode ser perdida Quarta-feira, 4 de maio – na audiência geral na Praça de S. Pedro o Papa Francisco propôs uma catequese sobre a parábola da ovelha perdida na qual mostrou a solicitude de Jesus pelos pecadores e a misericórdia de Deus que não quer nem se resigna a perder ninguém. Segundo o Santo Padre, a misericórdia para com os pecadores é o estilo do agir de Deus. E a este estilo Deus é absolutamente fiel: nada nem ninguém O pode afastar desta sua vontade de todos salvar. É capaz de deixar as noventa e nove ovelhas no deserto, para ir à procura da que anda perdida – sublinhou Francisco. Com isto, Jesus quer fazer-nos refletir sobre Continue Lendo →

Papa: “Combater Câncer da Corrupção e Veneno da Ilegalidade”

Papa: "Combater câncer da corrupção e veneno da ilegalidade" Prato (RV) – A cidade ‘mais chinesa’ da Itália, e uma das mais multiculturais da Europa, Prato, recebeu o Papa nesta terça-feira (10/11) com sol e muita gente nas ruas. Cerca de 30 mil vieram de localidades vizinhas e desde às 6h, a cidade estava tomada. O helicóptero proveniente do Vaticano aterrissou às 7h45 no estádio da cidade e com o papamóvel, Francisco chegou ao adro, de onde se dirigiu à multidão.  A cidade de Prato – como explica o bispo, Dom Agostinelli – tem 191 mil habitantes, dos quais 34.600 (18,12%) são estrangeiros. A maior parte, 16 mil, são chineses; e outras grandes comunidades são formadas por albaneses, romenos, paquistaneses Continue Lendo →