Papa Propõe a “Oncologia da Misericórdia” Contra a Eutanásia

Papa propõe a “oncologia da misericórdia” contra a eutanásia O Papa Francisco falou sobre a eutanásia ao receber em audiência, no Vaticano, pacientes e médicos da Associação Italiana de Oncologia Médica (AIOM). – Bianca Fraccalvieri – Cidade do Vaticano Uma oncologia da misericórdia: esta foi a expressão utilizada pelo Papa Francisco ao receber, em audiência no Vaticano, pacientes e médicos da Associação Italiana de Oncologia Médica (AIOM). Não escolher a morte A Associação foi criada em 1973 e no final de outubro realizará seu XXI Congresso nacional sobre o tema “O melhor tratamento para cada paciente”. “É assim que a oncologia de precisão se torna também uma oncologia da misericórdia, porque o esforço para personalizar o tratamento revela uma atenção Continue Lendo →

Rezemos Pelos Enfermos Abandonados e Deixados Morrer

Papa: rezemos pelos enfermos abandonados e deixados morrer Vincent Lambert está morrendo. Suspenderam sua alimentação e hidratação. Com um novo tuíte, Francisco afirma que uma sociedade é humana se protege a vida sem escolher quem é digno ou não de viver – Sergio Centofanti / Raimundo de Lima – Cidade do Vaticano O Papa lançou esta quarta-feira (10/07) um novo tuíte em nove línguas em sua conta @Pontifex: Rezemos pelos enfermos que são esquecidos e abandonados à morte. Uma sociedade é humana se protege a vida, toda a vida, do início a seu fim natural, sem escolher quem é digno ou não para viver. Que os médicos sirvam à vida, não a tirem. Esse novo tuíte de Francisco é publicado ao Continue Lendo →

Doente Nunca Deve Ser Abandonado, Eutanásia é Sempre Ilícita

Papa: doente nunca deve ser abandonado, eutanásia é sempre ilícita Cidade do Vaticano (RV) – Com a consciência dos sucessos alcançados pela medicina no campo terapêutico e do quanto “as intervenções no corpo humano tornam-se sempre mais eficazes, mas nem sempre resolutivas”, o Papa Francisco destaca a necessidade de “um suplemento de sabedoria, porque hoje é mais insidiosa a tentação de insistir com tratamentos que produzem efeitos poderosos sobre o corpo, mas sem visar o bem integral da pessoa”. Na carta endereçada a Dom Vincenzo Paglia e aos participantes do Encontro Regional Europeu da World Medical Association, e citando a Declaração sobre a eutanásia de 5 de maio de 1980, o Santo Padre recorda o quanto seja “moralmente lícito renunciar Continue Lendo →