É Revolucionário Amar o Cônjuge Assim Como Cristo Amou a Igreja

Papa: é revolucionário amar o cônjuge assim como Cristo amou a Igreja Na Audiência desta quarta-feira, Francisco completou sua reflexão sobre o sexto mandamento , "não cometer adultério". "Amar é sair de si, é descentralizar", afirmou. – Bianca Fraccalvieri – Cidade do Vaticano Quarta-feira é dia de Audiência Geral no Vaticano. Cerca de 20 mil fiéis participaram na Praça São Pedro do encontro semanal com o Pontífice. Nesta quarta-feira (31/10), o Papa Francisco completou a catequese sobre o sexto mandamento, “não cometer adultério”, evidenciando que o amor fiel de Cristo é a luz para viver a beleza da afetividade humana. O amor se manifesta na fidelidade, no acolhimento e na misericórdia. Revolução Este mandamento, recordou o Papa, refere-se explicitamente à Continue Lendo →

A Fidelidade é um Estilo de Vida. Com o Amor não se Brinca

Papa: a fidelidade é um estilo de vida. Com o amor não se brinca Na Audiência Geral de hoje, o Papa falou sobre o sexto mandamento: não cometer adultério. E pediu uma preparação madura ao sacramento do matrimônio, "um verdadeiro catecumenato". Cerca de 20 mil fiéis, entre os quais inúmeros brasileiros, participaram na manhã desta quarta-feira (24/10) da Audiência Geral na Praça São Pedro. No âmbito do ciclo sobre os 10 Mandamentos, o Papa Francisco falou da sexta Lei de Deus: não cometer adultério. Amar sem reservas Nenhuma relação humana é autêntica sem fidelidade e lealdade, afirmou o Papa. Isso vale também para as amizades. “Não se pode amar somente até quando convém. O amor se manifesta quando se doa Continue Lendo →

Não Instrumentalizar a Autoridade de Deus

Papa: não instrumentalizar a autoridade de Deus Cidade do Vaticano (RV) – O Papa rezou o Angelus com os fiéis e peregrinos neste domingo (12/02), na Praça São Pedro. A partir do Evangelho do dia, Francisco falou sobre Jesus que analisa três aspectos difíceis em que, todavia, é possível realizar plenamente a vontade de Deus "sem cair em formalismos": o homicídio, o adultério e o juramento. “Aquilo que foi dito na antiga aliança não era tudo: Jesus veio para cumprir e promulgar de maneira definitiva a lei de Deus. Ele manifesta a finalidade original e preenche os aspectos autênticos”, disse o Papa. “Não matarás” Sobre o mandamento “não matarás”, Jesus afirma que este é violado não somente pelo homicídio efetivo, Continue Lendo →