Evangelho do Dia – Domingo 08.09.2019

Primeira Leitura (Sabedoria 9,13-18) Leitura do Livro da Sabedoria: 9,13 Qual é o homem que pode conhecer os desígnios de Deus? Ou quem pode imaginar o desígnio do Senhor? 14 Na verdade, os pensamentos dos mortais são tímidos e nossas reflexões incertas: 15 porque o corpo corruptível torna pesada a alma, e tenda de argila oprime a mente que pensa. 16 Mal podemos conhecer o que há na terra, e com muito custo compreendemos o que está ao alcance de nossas mãos; quem, portanto, investigará o que há nos céus? 17 Acaso alguém teria conhecido o teu desígnio, sem que lhe desses Sabedoria e do alto lhe enviasses teu santo espírito? 18 Só assim se tornaram retos os caminhos dos Continue Lendo →

Papa aos Bispos Malgaxes: Semeadores de Paz e Esperança

Papa aos bispos malgaxes: semeadores de paz e esperança Depois do encontro com as Autoridades malgaxes e a visita ao Mosteiros das Carmelitas Descalças, o primeiro encontro da tarde deste sábado (07) em Antananarivo foi com o Bispos na Catedral de Andohalo – Jane Nogara – Cidade do Vaticano O Papa Francisco saudou os presentes recordando as contradições de Madagascar: “uma terra rica e tanta pobreza” e recordou o lema da viagem que foi a temática do encontro: “Semeador de paz e de esperança”, que “nele pode ecoar também a missão que nos foi confiada”. “ De fato, somos semeadores, e aquele que semeia fá-lo na esperança; fá-lo contando com o seu esforço e empenho pessoal, mas sabendo que há Continue Lendo →

Santos do Dia da Igreja Católica – 08 de Setembro

São Tomás de Vilanova  Ainda na infância, Tomás de Vilanova já demonstrava ser uma pessoa extremamente caridosa. Para compartilhar com os pobres as dores e dificuldades de uma vida de necessidade e sofrimento, abriu mão de tudo o que tinha. Tomás de Vilanova nasceu no ano de 1486, em Fuenllana, na Espanha, e foi considerado uma das pessoas mais importantes e representativas do seu século. Em 1516, ingressou na vida religiosa, junto aos agostinianos. Dois anos depois foi ordenado sacerdote e, logo em seguida, contra sua vontade, foi eleito superior, cargo que ocupou até 1544. O imperador Carlos V propôs, então, que se tornasse bispo da sede de Valência. Seu ingresso no bispado deu-se exatamente no dia 1o de janeiro Continue Lendo →