Evangelho do Dia – Segunda-Feira 05.08.2019

Leitura (Números 11,4b-15) Leitura do Livro dos Números. Naqueles dias, 11,4b ,os filhos de Israel começaram a lamentar-se, dizendo: “Quem nos dará carne para comer? 5 Vêm-nos à memória os peixes que comíamos de graça no Egito, os pepinos e os melões, as verduras, as cebolas e os alhos. 6 Aqui nada tem gosto ao nosso paladar, não vemos outra coisa a não ser o maná”. 7 O maná era parecido com a semente do coentro e amarelado como certa resina. 8 O povo se dispersava para o recolher e o moía num moinho, ou socava num pilão. Depois o cozinhavam numa panela e faziam broas com gosto de pão amassado com azeite. 9 À noite, quando o orvalho caía Continue Lendo →

Santos do Dia da Igreja Católica – 05 de Agosto

Santo Osvaldo de Nortúmbria Osvaldo nasceu em 604. Era filho do rei pagão Etelfrit, da Nortúmbria, futura Inglaterra, e da princesa Acha. O reino foi invadido em 616, quando seu pai morreu na batalha contra o rei Edin, que assumiu o trono e depois fundou a cidade de Edimburgo. Acha e seus onze filhos fugiram para a Corte do rei da Escócia, onde todos se converteram. As crianças foram entregues aos cuidados dos beneditinos do Mosteiro de Iona, fundado em 563 por são Columbano, famoso centro de formação e estudos. Lá receberam sólida formação acadêmica e religiosa, adequada aos fidalgos e no seguimento de Cristo. Osvaldo destacava-se pelo belo porte físico, pela inteligência e pela caridade cristã. Tinha um sorriso Continue Lendo →

Papa no Angelus: Que os Bens Materiais não Desviem do Verdadeiro Tesouro

Papa no Angelus: que os bens materiais não desviem do verdadeiro tesouro Uma vida realizada segundo o estilo evangélico – amar a Deus com todo o nosso ser e amar o próximo como Jesus o amou – “é a fonte da verdadeira felicidade, enquanto a procura desmedida de bens e de riquezas materiais é muitas vezes fonte de inquietação, de adversidade, de prevaricação, de guerra.” – Jackson Erpen – Cidade do Vaticano Os bens materiais são necessários para a vida, são um meio para viver honestamente e na partilha com os mais necessitados.  As riquezas, no entanto,  podem aprisionar o coração e distraí-lo  do verdadeiro tesouro que está no céu. E a cobiça é fonte de inquietação e guerras.Ouça e Continue Lendo →