Comunidade Boa Nova Celebra 29 Anos de Trabalho Contra a Dependência das Drogas

Comunidade Boa Nova celebra 29 anos de trabalho contra a dependência das drogas

Logo na chegada, o arcebispo se dirigiu à capela para a confissão de alguns fiéis e, em seguida, presidiu a eucaristia na área coberta – Casa da Misericórdia. A missa foi concelebrada por padres que trabalham nas casas missionárias da Comunidade Boa Nova, como padre Dalmir, de Cajazeiras (PB); padre Ivo, da casa feminina do Crato (CE); padre Manoel, da diocese de Salgueiro (PE) e padre Railton, da diocese de Mossoró.

O fundador da Comunidade Boa Nova, Hamilton Apolônio, explica que o padre Railton é “filho da obra”, pois trabalhou como missionário na comunidade. “Aqui ele despertou para sua vocação sacerdotal, estudou e foi ordenado padre”, orgulha-se Hamilton. Atualmente, o padre trabalha na Paróquia de Serra do Mel (RN), mas deve ser transferido em breve para uma das casas de acolhimento da Comunidade Boa Nova.

Cerca de duas mil pessoas participaram da celebração, entre acolhidos, familiares e missionários de todo o Nordeste. A comunidade católica Boa Nova está presente em 30 cidades do Nordeste e também na África.  Em Pernambuco, há casas em Jaboatão dos Guararapes, Sucupira, Petrolina, Serra Talhada e Salgueiro.

Em sua homilia, dom Fernando enfatizou a perseverança na fé, no caminho do bem e na confiança em Deus. “O evangelho de hoje nos lembra as dificuldades da vida. Os profetas e o próprio Jesus tiveram dificuldades em sua própria terra, mas ninguém desistiu de amar e fazer a vontade de Deus. Lembremos sempre, portanto, que a graça de Deus é suficiente para que continuemos na fé”.

Hamilton Apolônio não esconde a satisfação em receber o arcebispo na Comunidade e cita Santo Inácio de Antioquia: “Onde está o bispo, aí está a Igreja”. Pelas palavras de dom Fernando, percebe-se a reciprocidade. Ele comenta que é muito sensível ao problema das drogas. “Fundei a Fazenda da Esperança em Sobral, no Ceará, e também a Fazenda de Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife, mas isso ainda é muito pouco diante do terror causado pelas drogas nas famílias e na sociedade”, afirmou o arcebispo. “Todo trabalho no sentido de curar homens e mulheres da dependência das drogas, apresentando-lhes a Palavra Salvífica de Deus, merece o apoio e a parceria da Arquidiocese”, concluiu o arcebispo.

Com alegria, Hamilton revelou aos presentes que, a partir desta terça-feira (10/07), terá início a terraplanagem para construção de uma quadra poliesportiva e multicultural no terreno da comunidade, em Comporta, Jaboatão dos Guararapes.  

Ao final da missa, dom Fernando deu uma bênção especial para os acolhidos em tratamento nas casas da Comunidade Boa Nova de todo o Nordeste: mais de 300 homens e mulheres.

Fonte: www.arquidioceseolindarecife.org