Evangelho do Dia – Quarta-Feira 27.06.2018

Leitura (2Reis 22,8-13;23,1-3) Leitura do Segundo Livro dos Reis. Naqueles dias, 22,8 o sumo sacerdote Helcias disse ao secretário Safã: “Achei o livro da Lei na casa do Senhor!” Helcias deu o livro a Safã, que também o leu. 9 Então o secretário Safã foi à presença do rei e fez-lhe um relatório nestes termos: “Os teus servos juntaram o dinheiro que se achou no templo e entregaram-no aos empreiteiros encarregados do templo do Senhor”. 10 Em seguida, o secretário Safã comunicou ao rei: “O sacerdote Helcias entregou-me um livro”. E Safã leu-o diante do rei. 11 Ao ouvir as palavras do livro da Lei, o rei rasgou as suas vestes. 12 E ordenou ao sacerdote Helcias, a Aicam, filho Continue Lendo →

Santos do Dia da Igreja Católica – 27 de Junho

São Cirilo de Alexandria Cirilo nasceu no ano de 370, no Egito. Era sobrinho de Teófilo, bispo de Alexandria, e substituiu o tio na importante diocese do Oriente de 412 até 444, quando faleceu aos setenta e quatro anos de idade. Foram trinta e dois anos de episcopado, durante os quais exerceu forte liderança na Igreja, devido à rara associação de um acurado e profundo conhecimento teológico e de uma humildade e simplicidade próprias do pastor de almas. Deixou muitos escritos e firmou a posição da Igreja no Oriente. Primeiro, resolveu o problema com os judeus que habitavam a cidade: ou deixavam de atacar a religião católica ou deviam mudar-se da cidade. Depois, foi fechando as igrejas onde não se Continue Lendo →

Torturar é Pecado Mortal

Dia de apoio às vítimas de tortura. Papa: "Torturar é pecado mortal" Celebra-se em 26 de junho o Dia Internacional de Apoio às Vítimas de Tortura. Não obstante as proibições internacionais, ainda hoje inúmeras pessoas sofrem tratamentos desumanos. A Assembleia Geral das Nações Unidas proclamou 26 de junho Dia Internacional de Apoio às Vítimas de Tortura. A ONU sempre condenou a tortura como um dos atos mais vis cometidos por seres humanos contra seus semelhantes. Segundo o Direito Internacional, trata-se de um crime que não pode ser justificado em nenhuma circunstância. Isso se aplica a todos os membros da comunidade internacional, independentemente do fato de que o Estado tenha ou não ratificado tratados internacionais em que a tortura é expressamente Continue Lendo →