Arquidiocese Prepara-se para Celebrar Pentecostes em 04 de Junho

Arquidiocese prepara-se para celebrar Pentecostes em 04 de junho

O Domingo de Pentecostes é celebrado 50 dias depois do domingo de Páscoa. O dia de Pentecostes ocorre no sétimo dia depois do dia da Ascensão de Jesus. Isto porque Jesus ficou quarenta dias após a ressurreição, repassando os últimos ensinamentos a seus discípulos, somando aos três dias em que ficou na sepultura somam-se quarenta e três dias, para os cinquenta dias que se completam da páscoa até o último dia da grande festa de Pentecostes, sobram sete dias; e foi este número de dias, sete, em que os discípulos permaneceram no cenáculo até a descida do Espírito Santo no dia de Pentecostes.

Pentecostes é histórica e simbolicamente ligado ao festival judaico da colheita, que comemora a entrega dos Dez Mandamentos no Monte Sinai cinquenta dias depois do Êxodo. Para os católicos, o Pentecostes celebra a descida do Espírito Santo sobre os apóstolos e seguidores de Cristo, através do dom de línguas, como descrito no Novo Testamento, durante aquela celebração judaica do quinquagésimo dia em Jerusalém. Por esta razão o dia de Pentecostes é, às vezes, considerado o dia do nascimento da igreja. O movimento pentecostal tem seu nome derivado desse evento.

Programação festa de Pentecostes 2017:

Polo Santuário Nossa Senhora de Fátima/Soledade (das 13 às 15h):

Encontro com as Novas Comunidades (Obra de Maria, Shalom, Boa Nova, Viventes…), coordenado pelo padre Fábio José Farias Leite, louvor, Adoração ao Santíssimo Sacramento e confissão;

15h- Procissão do Santuário de Fátima (antigo colégio Nóbrega) com o andor de Nossa Senhora de Fátima, em direção ao parque Treze de Maio.

Polo parque Treze de Maio/Boa Vista (das 14h às 16h):

A partir das 14h – Louvor e animação com o padre Damião Silva, padre Rosivaldo Torres e Comunidade Boa Nova. A cantora Cristina Amará fará a acolhida da procissão de Nossa Senhora de Fátima.

16h- Missa Campal presidida pelo Arcebispo de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido e Clero arquidiocesano.

Fonte: www.arquidioceseolindarecife.org