Evangelho do Dia – Domingo 01.02.2015

Primeira Leitura (Deuteronômio 18,15-20)

Leitura do livro do Deuteronômio.

Moisés falou ao povo, dizendo: 18 15 “O Senhor, teu Deus, te suscitará dentre os teus irmãos um profeta como eu: é a ele que devereis ouvir. 
16 Foi o que tu mesmo pediste ao Senhor, teu Deus, em Horeb, quando lhe disseste no dia da assembléia: ‘Oh! Não ouça eu mais a voz do Senhor, meu Deus, nem torne a ver mais esse fogo ardente, para que eu não morra!’ 
17 E o Senhor disse-me: ‘está muito bem o que disseram; 
18 eu lhes suscitarei um profeta como tu dentre seus irmãos: pôr-lhe-ei minhas palavras na boca, e ele lhes fará conhecer as minhas ordens. 
19 Mas ao que recusar ouvir o que ele disser de minha parte, pedir-lhe-ei contas disso. 
20 o profeta que tiver a audácia de proferir em meu nome uma palavra que eu lhe não mandei dizer, ou que se atrever a falar em nome de outros deuses, será morto”. 
— Palavra do Senhor!
— Graças a Deus.

Segunda Leitura (1 Coríntios 7,32-35)

Leitura da primeira carta de são Paulo aos Coríntios.

7 32 Irmãos, eu gostaria que estivésseis livres de preocupações. O homem não casado é solícito pelas coisas do Senhor e procura agradar ao Senhor. 33 O casado preocupa-se com as coisas do mundo e procura agradar à sua mulher, 34 e, assim, está dividido. Do mesmo modo, a mulher não casada e a jovem solteira têm zelo pelas coisas do Senhor e procuram ser santas de corpo e espírito. Mas a que se casou preocupa-se com as coisas do mundo e procura agradar ao seu marido. 35 Digo isso para o vosso próprio bem e não para vos armar um laço. O que eu desejo é levar-vos ao que é melhor, permanecendo junto ao Senhor, sem outras preocupações.
— Palavra do Senhor!
— Graças a Deus.

Evangelho (Marcos 1,21-28)

— O Senhor esteja convosco. 
— Ele está no meio de nós. 
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor!

1 21 Dirigiram-se para Cafarnaum. E já no dia de sábado, Jesus entrou na sinagoga e pôs-se a ensinar. 
22 Maravilhavam-se da sua doutrina, porque os ensinava como quem tem autoridade e não como os escribas. 
23 Ora, na sinagoga deles achava-se um homem possesso de um espírito imundo, que gritou: 
24 "Que tens tu conosco, Jesus de Nazaré? Vieste perder-nos? Sei quem és: o Santo de Deus! 
25 Mas Jesus intimou-o, dizendo: "Cala-te, sai deste homem!" 
26 O espírito imundo agitou-o violentamente e, dando um grande grito, saiu. 
27 Ficaram todos tão admirados, que perguntavam uns aos outros: "Que é isto? Eis um ensinamento novo, e feito com autoridade; além disso, ele manda até nos espíritos imundos e lhe obedecem!" 
28 A sua fama divulgou-se logo por todos os arredores da Galiléia. 
— Palavra da Salvação.
— Glória a Vós, Senhor!